Economia
Em um evento organizado pela Corregedoria-Geral da União (CGU), Guedes apontou para o risco de hiperinflação e elencou as privatizações como solução.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
guedes
Guedes é um representante direto do capital financeiro internacional no governo. | Reprodução.

Paulo Guedes, economista da escola neoliberal conhecida como Chicago Boys e ministro da Economia do governo Jair Bolsonaro (ex-PSL, sem partido), afirmou em um evento organizado pela Corregedoria-Geral da União (CGU) que existe o risco do Brasil reviver um período de hiperinflação. Guedes é um representante direto do capital financeiro internacional que atua para atender aos seus interesses no governo federal.

A hiperinflação é caracterizada pelo aumento do conjunto de preços acima de 50% em um mês, o que ocorreu no final da década de 1980. A ideia de Guedes é sinalizar para o risco da ocorrência deste fenômeno com vistas a apontar as privatizações como uma solução para retirar o país do atoleiro em que se encontra.o

Um dos principais projetos do Chicago Boy e do governo Bolsonaro é privatizar as principais empresas estatais brasileiras, caso da Petrobras, Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil, Eletrobras, Correios, Porto de Santos e PPAS (Pré-Sal Petróleo, empresa que administra o sistema de partilha da produção na bacia do pré-sal). Ele prometeu entregar os projetos ainda neste ano, para que as privatizações sejam realizadas em 2021.

As privatizações são apontadas como uma forma do governo arrecadar recursos para garantir a rolagem da dívida pública, que está prestes a chegar em 100% do Produto Interno Bruto. Guedes disse que o governo arrecadaria R$ 1 trilhão com as vendas no primeiro ano de governo.

As razões alegadas por Guedes são uma desculpa esfarrapada para entregar as riquezas e o patrimônio nacional ao capital financeiro. A inflação é resultado da crise capitalista mundial e da destruição econômica que vem sendo promovida desde o golpe de Estado de 2016, que tratou de implantar um programa econômico neoliberal. As privatizações consistem em entregar setores lucrativos da economia do domínio do Estado para as mãos dos grandes capitalistas.

Paradoxalmente, na concepção de Guedes a destruição sistemática da economia brasileira é uma maneira eficaz de conter a tendência inflacionária. É como um remédio que mata o paciente para curar a doença.

É preciso destacar que a política neoliberal consiste na destruição em larga escala das forças produtivas e da economia nacional. Em um país atrasado como o Brasil, o neoliberalismo significa o aprofundamento do controle imperialista sobre a economia, que se expressa no alinhamento político com os interesses do imperialismo mundial.

A essência do golpe de Estado e da fraude eleitoral que pôs Jair Bolsonaro na presidência da República é o de permitir o avanço sobre as riquezas nacionais por parte dos monopólios internacionais.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas