U$ 45 milhões
Nordeste é a região mais atrasada do País e necessita de investimentos para se desenvolver minimamente, mas um governo neoliberal trabalha para o completo atraso da região
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Reunião do Conselho Internacional de Negócios 
(Davos - Suíça, 22/01/2019) Palavras do Ministro de Estado da Economia, Paulo Guedes.

Foto: Alan Santos/PR
Bolsonaro (esquerda) e Guedes (direita), funcionários do imperialismo no Brasil.Foto: Alan Santos/PR |

Em maio, foi noticiado que o Ministério da Economia, comandado pelo “Chicago Boy”, Paulo Guedes, impediu o repasse de 45 milhões de dólares feito pela ONU para os Estados do Maranhão e Ceará.

Os recursos foram disponibilizados pelo Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola das Nações Unidas (Ifad) mas a Comissão de Financiamento Externo do Ministério da Economia (Cofiex) não os aprovou.

Esse programa da ONU atende 100 mil famílias, como as de pequenos agricultores e de comunidades indígenas e quilombolas, que deixarão de receber os recursos destinados à instalação de cisternas, por exemplo.

Dos 45 milhões de dólares barrados pelo Cofiex, 25 milhões iriam para o estado do Ceará e os outros 20 milhões para o estado do Maranhão. No Ceará, o montante seria utilizado para financiar o projeto Paulo Freire que, em parceria com o Ifad, busca reduzir a pobreza e aumentar o nível de vida de agricultores familiares. No estado, trabalhadores dessa categoria vivem em pobreza extrema em pelo menos 31 municípios e 600 comunidades rurais.

O governo Bolsonaro está em estado de guerra permanente contra todo o povo e, logicamente, a mais afetada é sempre a população mais pobre, como a do Nordeste. Por um lado, por ser ele mesmo um fascista, age sempre para boicotar a esquerda, como é o caso dos governos de Maranhão (Flávio Dino, PCdoB) e Ceará (Camilo Santana, PT), mesmo que esta busque a todo o momento uma conciliação com o governo ilegítimo.

Por outro lado, o Nordeste é a região mais atrasada do País e necessita de investimentos para se desenvolver minimamente. Mas um governo neoliberal é o exato oposto do desenvolvimento: é um serviçal dos interesses imperialistas para facilitar a pilhagem de todos os recursos econômicos e naturais do Brasil pelos grandes monopólios capitalistas.

A esquerda pequeno-burguesa quer esperar até 2022 para derrotar Bolsonaro nas eleições, controladas pelos golpistas. Esquece-se que Bolsonaro subiu ao poder através de eleições, controladas pelos golpistas. Não quer derrubar Bolsonaro agora. Mas, do jeito que está destruindo o Brasil, o povo do Nordeste e de todo o País não vai aguentar até 2022, porque até lá pode ser que não sobre mais nada.

É preciso mobilizar a população e organizar a revolta popular para derrubar Bolsonaro imediatamente.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas