Mais impostos sobre o povo
Mesmo com divergências no bloco golpista, a Reforma Tributária vai ao Congresso para tirar mais ainda do povo
O ministro da Economia, Paulo Guedes, e o presidente Jair Bolsonaro, durante entrega do Plano mais Brasil – Transformação do Estado ao presidente do Congresso Nacional, Davi Alcolumbre
Os genocidas Guedes e Bolsonaro | Foto: Reprodução

O presidente fraudulento Jair Bolsonaro autorizou seu Ministro da Economia, ou mais propriamente seu Ministro da Fome, a lançar a “nova CPMI” para aprovação no Congresso Nacional. Isto é, mais impostos sobre a população. A medida gerou controversas no bloco golpista por não agradar ao bolso de todos os setores da burguesia, afinal se trata de um imposto geral.

Depois de diversos rachar no bloco e divergências a respeito de pontos secundários da reforma tributária, e aparentemente com um consenso parcial da bancada do Centrão, o projeto de Guedes foi lançado para votação. Segundo a ala militar do governo, seria um aceno de Bolsonaro para provar que ainda não há base política para aprovação da Reforma Tributária. Mas nada disso é muito confiável vindo dos militares e porque sabemos que entre os golpistas há um consenso de que se for um tributo que recaia só e somente só sobre os ombros dos trabalhadores, não há problema.

Rodrigo Maia já se posicionou contra, mostrando que parte da burguesia não está de acordo. A votação ainda não tem data.

Relacionadas