As reforma é para o patrão.
O conjunto de políticas implementadas após golpe e para contemplar os interesses dos patrões
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
20190518040548_5cdf72a299731d5e154cc97fjpeg
Imagem do Ministro golpista Paulo Guedes | Foto: Reprodução

Paulo Guedes o ministro neoliberal, da economia, do Governo de Jair Bolsonaro disse nesta quarta-feira (18), que a redução dos juros do país permitirá ao governo economizar ao longo de todo mandato de Jair Bolsonaro, R$400 bilhões com o custo da dívida. De acordo com Guedes R$80 bilhões foram poupados no primeiro ano de governo e mais R$120 Bilhões em 2020. Outros R$200 bilhões deverão ser economizados nos próximos dois anos, em um média de R$100 bilhões por ano.
Segundo o ministro: “Quebramos a dinâmica explosiva dos gastos”, referindo-se às despesas da Previdência, contidas pela reforma das aposentadorias, da taxa de juros, em função dos cortes na Selic, e do funcionalismo, com o congelamento dos salários de servidores.
O ministro Paulo Guedes completa: “O Brasil hoje é um país de juro mais baixo, estruturalmente mais baixo por controle dos gastos públicos. O ministro afirma o compromisso do governo com a regra que estabeleceu um teto aos gastos públicos, repetindo a defesa pela desindexação do Orçamento.
O golpe de foi dado no Brasil para que a burguesia criasse condições para a implementação de um conjunto de políticas contra povo, ou seja, há medida que os planos econômicos forem executados pelo governo golpista de extrema direita de Bolsonaro for tendo êxito que burguesia deseja a situação da classe trabalhadora vai piorar na mesma proporção.
A reforma da previdência do governo de Bolsonaro foi um dos maiores assaltos que classe trabalhadora brasileira teve em sua história, isto é, está sendo tirado do bolso do trabalhador e colocado do bolso dos patrões bilhões, e na logica do ministro golpista e neoliberal isso é economia.
A famigerada regra que estabeleceu o teto de gastos, que também tem a alcunha de “PEC DA MORTE” que impões ao conjunto dos trabalhadores que Estado não invista durante vinte anos na infraestrutura pública do pais levando ao total sucateamento dos serviços públicos como os da saúde que sem investimentos praticamente não funcional na pandemia.
A miséria em nosso país que só vem aumentado não é obra do acaso, ocorre porque para preservar os lucros dos patrões o governo Bolsonaro coloca todos seus recursos para implantar políticas que de acordo com ministro golpista e para controle de gastos, que de fato acontece é que a economia está em função dos interesses da burguesia, congelamento de salários, desemprego e fome esse é o custo da medidas do governo Bolsonaro para a população. Só a luta encarniçada pelo Fora Bolsonaro e todos golpistas e sem mediações com os patrões podem tirar os trabalhadores desta triste realidade.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas