Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit

Desde o dia 13 (quarta-feira) estão acontecendo protestos, por parte de indígenas da comunidade Munduruku, em Jacareacanga, um município do sudeste do Pará.

Os protestos que já duram dois dias reivindicam a apuração do caso de  assassinato de  Elinaldo Munduruku, que aconteceu no último dia 6. Dois adolescentes confessaram o assassinato, mas assim mesmo o caso continua parado.

Estes e vários outros ataques violentos a população num geral, inclusive a população indígena representam um avanço da ofensiva fascista, que agora depois do golpe se sente muito mais à vontade para fazer o que bem entendem. Como por exemplo matar um indígena, ou outros casos parecidos que aconteceram no ano passado, de espancamento de ambulantes ou prostitutas no metrô, e vários outros do tipo.  

Por isso é necessário que a própria população se proteja, formando milícias populares, pois somente a própria população é quem fará sua segurança, principalmente neste momento em que o fascismo avança, e a violência e a repressão policial aumentam.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas