Unemat: depois de greve terceirizados recebem salários atrasados

GREVISTAS UNAMAT

Os funcionários terceirizados da Universidade Estadual do Mato Grosso estavam com os salários e benefícios atrasados  há dois meses  e entraram de greve no dia 13 de agosto.

Cerca de 50 (cinquenta) funcionários da empresa Cosmotron Construtora, Saneamento e Tecnologia Ltda, que presta serviços para a UNEMAT, decidiram pela greve depois que os envolvidos: UNEMAT, Cosmotron e o governo estadual deixaram de apresentar uma proposta concreta e repetiam acusações uns contra os outros.

O trabalhador depende de seu salário e paga caro pelas contas que deixa de pagar, além de ter que arcar com os danos pessoais e familiares para os quais não há nunca ressarcimento por parte dos patrões ou do Estado.

A paralização, junto com vários atos de protesto e denuncia, resultaram vitoriosos, uma vez que o Governo do Estado se comprometeu a fazer os repasses na sexta-feira, dia 17 de agosto. Diante disso, nesta segunda, dia 20, os grevistas retornaram ao trabalho cientes de que é na luta que os direitos são conquistados e mantidos.