Mobilização
Categoria paralisou as atividade e greve pressionou a direita para atender a suas reivindicações
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
SÃO PAULO,SP, 15.03.2017 - GREVE-SP- Ponto de ônibus lotado na Avenida Jabaquara, em São Paulo (SP), na manhã desta quarta-feira (15), durante paralisação de motoristas e cobradores de ônibus. A categoria aderiu ao Dia Nacional de Mobilização contra a reforma da previdência e reforma trabalhista. (Foto: Danilo Fernandes/Brazil Photo Press/Folhapress)
Maior parte da categoria entrou em paralisação | Foto: reprodução

O Sindicato dos Rodoviários da grande Recife, que deflagou a greve na terça (22) contra a função dupla de motorista/cobrador, anunciou o encerramento da greve até a próxima segunda (28/12), quando ocorre julgamento no Tribunal Regional do Trabalho (TRT)-6.

A greve contou com grande participação da categoria e não obedeceu a ditadura do judiciário que disse que 70% da frota deveria estar em funcionamento.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas