Grécia dá asilo a militares golpistas turcos que fracassaram na tentativa de derrubar Erdogan

grecia

Da redação – Na quarta-feira (4), o Tribunal Supremo grego deu o status de refugiado ao terceiro dos oito militares turcos responsáveis pelo golpe de Estado na Turquia derrotado pelos trabalhadores em 2016, quando um grupo de militares tentou derrubar o presidente Recep Erdogan.

Desde então, os sites da Grécia têm sido invadidos por “hackers”. A imprensa burguesa grega acusa os turcos de ter responsabilidade dos atos.

Os oito militares exilados na Grécia fugiram de helicóptero da Turquia após a derrocada do golpe de Estado, com o povo tomando as ruas. Eles foram os líderes do golpe de Estado e o asilo grego mostra sua conivência com o golpe, justificando repúdio ao governo grego pelo povo turco. O imperialismo joga constantemente com as contradições regionais entre Turquia e Grécia em proveito próprio.