Não á volta as aulas
Mais um estado está organizando reuniões para retomar as aulas presenciais no próximo dia 13 de outubro de 2020
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
FOTO-Tácio-Melo-Secom-2
Alunos do amazonas | Foto: Diversidade Amazônica

Mesmo com a pandemia presente em nossas vidas, os governos golpistas já reabriram o comércio e agora querem a todo custo reabrir as escolas. O governo de Santa Catarina prevê o retorno das aulas presenciais para o dia 13 de outubro.

O governador Bolsonarista Carlos Moisés da Silva do PSL juntamente com a Secretaria de Educação já estão discutindo medidas para retornar as aulas, porém diante do número de infectados e mortos no Brasil a única medida eficaz e deixar as escolas fechadas.

Como em outros municípios se discute muito o retorno as aulas, dizem que serão tomadas todas as precauções, porém as escolas públicas não foram reformadas para enfrentar a pandemia, não foi construída e nem reformada nenhuma escola do Brasil.

Os governos querem reabrir para justificar o ano letivo e também agradar os tubarões do ensino privado e o imperialismo, pois a suspensão das aulas gerou uma diminuição no PIB mundial, pois a atividade escolar gira outras atividades econômicas.

É preciso que toda as as tentativas de volta as aulas sejam barradas com greves e piquetes, pois o que está em jogo é a vida de milhões de pessoas. No Brasil já morreram quase 150 mil pessoas, não há política nenhuma de testagem em massa ou controle da doença.

Na maioria dos estados, como Santa Catarina, os governadores e prefeitos estão pressionando para que retornem as aulas, discutindo protocolos e outras medidas, porém as escolas públicas brasileiras são abandonadas pelo estado capitalista, no estado mais rico da nação, falta até papel higiênico, imagina conter um vírus pouco conhecido.

É preciso que órgãos com a CNTE e a CUT reabram suas portas e convoque assembleias por estados para discutir a situação, pois há escolas que já estão abertas e outras na eminência de abrir, para evitar a mortes de milhares de alunos é preciso um mobilização massiva para barrar essa política genocida de reabrir as escolas.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas