Combate à pandemia
Casos contágio pelo coronavírus na república Bolivariana aumentam, contudo, nenhuma medida contra os direitos políticos da população se verificam na Venezuela
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
FILE PHOTO: Venezuela's President Nicolas Maduro touches a gold bar as he speaks during a meeting with the ministers responsible for the economic sector at Miraflores Palace in Caracas, Venezuela March 22, 2018. REUTERS/Marco Bello/File Photo
Mesmo roubado e sob severo bloqueio, Venezuela consegue tratar pandemia melhor do que o Brasil | REUTERS/Marco Bello
Caracas, 10 de agosto (Prensa Latina) O Executivo venezuelano estendeu o Estado de Alarme Constitucional por mais 30 dias a partir de hoje em todo o país, devido ao aumento exponencial da curva de infecção causada pela Covid-19.

 

No dia anterior, o Presidente Nicolás Maduro anunciou a medida e explicou que ela foi adotada a fim de exercer todas as ações necessárias para garantir a saúde e administrar a crise sanitária no país.

Da mesma forma, ele informou que nos estados de Zulia, La Guaira, Carabobo, Sucre, Táchira, Bolívar, Miranda e Aragua, além do Distrito Capital, o nível um do novo método de sete mais sete começará a ser aplicado, consistindo em uma semana de quarentena rigorosa e outra semana de quarentena flexível de acordo com o nível de contágio.

O nível dois será de flexibilidade geral: Mérida, Yaracuy, Amazonas, Cojedes, Barinas, Guárico, Trujillo, Monagas, Falcón, Nueva Esparta, Delta Amacuro, Lara, Portuguesa e Apure (exceto municípios limítrofes da Colômbia).

A vice-presidente executiva Delcy Rodríguez explicou que a flexibilidade ampliada para os estados com menos infecções inclui os 24 setores econômicos que já haviam sido incorporados.

Além disso, ela disse que serão acrescentados centros comerciais, cinemas, ginásios, atividades esportivas sem público, lavanderias, cartórios e tabeliães, serviços de entrega, indústria têxtil e calçadista, entre outros.

Lembrou que é muito importante que todos os estabelecimentos de trabalho nestas áreas econômicas que são ativados, respeitem os protocolos de saúde que são publicados no Diário Oficial do Ministério do Poder Popular para a Saúde.

Assim como as medidas especiais que devem ter no uso do transporte público, acrescentou, para manter as unidades arejadas e desinfetadas, assim como para levar em conta o semáforo que indica as áreas com mais ou menos possibilidade de circulação do vírus, desde o vermelho, passando pelo amarelo e verde.

Nas últimas 24 horas, a Venezuela relatou 844 novos casos de Covid-19, elevando o número total de pessoas doentes para 25.805, sendo que o Distrito Capital teve a maior incidência.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas