Governo uruguaio privatiza a água

água

No dia 12 de dezembro de 2018, o governo uruguaio, por meio do Ministério de Habitação, Planejamento Territorial e Meio Ambiente (MVOTMA), concedeu uma autorização para que a empresa TRUST Administradora de Fondos de Inversión SA construa uma represa no departamento de Durazno. Essa é a primeira medida do governo uruguaio que se enquadra na nova Lei de Irrigação (N° 19.553), que foi denunciada por uma série de organizações como uma lei inconstitucional, uma vez que permite que investidores de fora da área rural gerenciem a água.

O local que será cedido à TRUST possui um aterro de 10 metros de altura e um reservatório capaz de irrigar mais de 700 hectares. Os principais acionistas da TRUST para o projeto são os argentinos Federico Huergo, Hugo Bunge Guerrico e Mariano Bunge Guerrico, seguidos por Gustavo Licandro Bosc, Gonzalo Alonso y Horacio Bonavía. Federico Huergo e Horacio Bonavía são listados nos Panama Papers como acionistas de empresas situadas nas Ilhas Virgens. Já o uruguaio Gustavo Licando foi Diretor Executivo da Associação de Bancos do Uruguai e Presidente do Banco Comercial.

Na prática, a concessão para a TRUST é mais um assalto descarado dos capitalistas aos trabalhadores da América Latina. Permitir que a empresa use as águas uruguaias para gerar um empreendimento comercial é um verdadeiro crime contra toda a população.