Governo Temer-Doria: Aloysio Nunes é o sétimo secretário importado do governo federal

doria (1)

Da redação – Mais um ministro do governo golpista de Michel Temer, o chanceler Aloysio Nunes Ferreira, vai assumir um posto na gestão do futuro governador de São Paulo, o tucano João Doria (PSDB).

Como é um capacho do imperialismo norte-americano, o entreguista irá presidir a Investe SP, uma agência paulista de promoção de investimentos, ou, colocando às claras: uma agência de privatização de tudo que for possível.

Aloysio Nunes é o sétimo membro do governo de Temer a integrar o futuro governo do fascista, João Doria, em SP, o que demonstra toda a ligação política entre o bloco golpista.

Em São Paulo, tem empresas negociando espaços públicos como o Pacaembú, para os capitalistas lucrarem junto à Secretaria da Fazenda, Planejamento e Gestão.

Diretamente gerida pelo Ministério da Fazenda, fica provado a ligação umbilical da direita tradicional vinda do governo federal, com a extrema-direita que entrou agora por meio de um governo de Bolsonaro e Dória (PSL/PSDB). Um governo inimigo do povo.

Já anunciado, Henrique Meirelles, ex- ministério da Fazenda de Temer, também é um dos nomes chamativos que ligaram o estado mais rico e industrializado do país ao governo Temer.

O golpista fez um tuíte para anunciar o convite:


Dória vai aplicar no estado de São Paulo a mesma política que aplicou na cidade e a mesma política que Temer aplicou no Brasil, destruindo os serviços públicos e atacando os trabalhadores.

Os mesmos corruptos do governo Temer vão integrar o governo Doria, que diz combater a corrupção.  

Essa é a direita tradicional, demagógica como sempre, e mais, uma imensa quadrilha inimiga do povo trabalhador.