Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit

O governo federal estima fazer até o fim deste ano 1,2 milhão de perícias em benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), informou o ministro interino do Desenvolvimento Social, Alberto Beltrame.

O governo golpista realizou em 2016 249,8 mil perícias, que resultaram no cancelamento de 226,2 mil auxílios-doença. Agora, querem aumentar a degola.

As novas regras foram publicadas no último dia 15 no Diário Oficial da União e os peritos interessados terão até 30 dias para informar se pretendem aderir ao novo sistema, o ministro estima a adesão de pelo menos 1,5 mil profissionais.

O perito que aderir ao novo modelo, terá de realizar quatro perícias diárias (em auxílios-doença e em aposentadorias por invalidez) e se colocar à disposição de mutirões quando o ministério julgar necessário.

O INSS iniciará uma “caça as bruxas” e com essa revisão visa acabar com milhares de  benefícios por mês, chegando ao número de 1,2 milhão esse ano.

O pretexto para os cortes são as fraudes que os beneficiados supostamente fazem, com objetivo de cumprir a meta fiscal. Para pôr em prática esses ataques, os golpistas querem aprovar uma medida provisória. Esta medida faz com que o trabalhador que teve os recursos concedidos por um período superior a dois anos passe por uma nova perícia.

As perícias não vão reconhecer as doenças dos trabalhadores e vão cancelar o benefício mesmo que o trabalhador esteja incapaz de trabalhar. Os cortes dos golpistas têm como objetivo acabar com os benefícios dos trabalhadores. Trata-se de uma política criminosa de tirar o dinheiro dos pobres para entregar aos grandes capitalistas.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas