Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
fies
|

O aumento da inadimplência entre jovens é associado a alta taxa de desemprego da faixa etária. Os jovens foram os que mais sofreram com o aumento do desemprego brasileiro, com aumento de 10 pontos percentuais do desemprego desse setor. Contudo, quando o noticiário cita a ampliação das mensalidades do FIES não pagas, de 18,9% para 41%, os números que causam esse problema não são citados. Isso implica no aumento da política direitista contrária ao programa, que é cada vez mais escasso para aqueles os que estão ingressando agora na faculdade.

Dessa forma, o pobre passa a ter cada vez mais dificuldade de fazer um curso superior, sendo forçado a aceitar trabalhos pouco valorizados e de baixa qualificação. Essa política golpista segue a linha do processo de recolonização brasileira, cuja direção já foi citada pelo jornal da rede golpe com a teórica “necessidade de criar empregos de baixa qualificação” como estratégia de contenção da crise. Essa política cínica visa justificar o contínuo processo de sucateamento do emprego, aumento da exploração do trabalhador e normatização da escravidão do brasileiro sujeito a política do golpe.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas