Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
6918221_x720
|

Foi anunciado essa semana o cortes de verbas pela a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – CAPES, são os efeitos nefastos da Emenda Constitucional nº 95/2016 (Teto dos Gastos), que diminui o orçamento das áreas sociais pelo próximo período de 20 anos e limita novos investimentos em, por exemplo, saúde e educação, começam a ser sentidos.

A CAPES foi notificada sobre um corte gigantesco em seu orçamento que implicará no corte de mais de 93 mil bolsas de mestrado, doutorado e pós-doutorado, além da suspensão de pagamento de 105 mil bolsistas de três importantes programas de formação dos profissionais da educação básica, como o Pibid e o Parfor.

Os cortes de bolsas são o começo da privatização das universidades públicas, pois como os alunos vão se manter nos cursos? Com isso, entra a iniciativa privada nas pesquisas, porém os estudantes serão mais tolidos nas pesquisas. Os tubarões do ensino particular desejam pegar esse filão, pois para eles é algum extremamente lucrativo.

No segundo semestre os professores devem debater uma verdadeira mobilização para barrar todos os retrocessos impostos pelos golpistas, pela liberdade de Lula e pela derrota do golpe.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas