Genocidio planejado
Governo ilegítimo de Jair Bolsonaro cortou em 71% o repasse federal para manutenção de leitos de UTI contra a COVID-19 desde junho de 2020.

Por: Redação do Diário Causa Operária

O Conselho Nacional dos Secretários de Saúde (Conass) registrou redução de 71% no número de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para atendimento de pacientes com COVID-19 pelo goveno federal desde junho de 2020.

O número de leitos, que era de 11.565 até o fim do primeiro semestre do ano passado, foi reduzido drasticamente para 3.372 leitos.

Os dados foram obtidos a partir da observação de  portarias publicadas no Diário Oficial da União.

Enquanto o Brasil registra recorde no número de mortes diárias e quase todos os estados da Federação registram taxa de ocupação de leitos superior à 80%, o governo federal corta recursos para o atendimento aos infectados.

Isto é a prova definitiva que o governo Bolsonaro é, de fato, um governo genocida e que tem como programa o extermínio da população. Bolsonaro, Pazuello, Guedes e seus outros ministros buscam única e exclusivamente cortar todo gasto público a fim de entregar o dinheiro da população para a burguesia nacional e internacional, mesmo que o povo tenha de ser sacrificado para isto.

Send this to a friend