Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Brazil's Finance Minister Henrique Meirelles gestures during a meeting with businessmen in Porto Alegre
|

Da redação – Em entrevista ao jornal O Estado de São Paulo, o secretário da Fazendo (Economia) do governador fascista João Dória, Henrique Meirelles (ex-candidato à presidência em 2018 e ministro de Temer) defendeu a Reforma da Previdência.

Avaliou como “positivo” o texto base da Reforma que foi aprovada e torceu para que ele fosse “desidratado o mínimo possível”. Além disso, afirmou que espera que o Senado “possa reintroduzir Estado e municípios nessa reforma”.

Porém afirmou que o Estado paulista já tem um “Plano B” caso o Senado não inclua. “O Plano B de São Paulo será apresentar um projeto de reforma na Assembleia Legislativa”, afirmando que tem segurança de que irão “aprová-lo”.

O projeto do governo Dória é aumentar a alíquota de contribuição dos servidores “dos atuais 11% para 14%”, isto é, tirar do bolso do trabalhador para resolver os problemas do Estado capitalista.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas