Governo do PSB corta investimentos em programas sociais em Pernambuco

paulete

Na semana passada, o deputado estadual Sílvio Costa Filho, do PRB, denunciou que o governador Paulo Câmara, do PSB, cortou R$ 60 milhões em programas sociais no ano de 2017. Segundo o deputado, o corte de R$ 60 milhões ocorreu no mesmo período em que o governador decidiu gastar R$ 50 milhões com publicidade. Dentre os atingidos pelo corte, estão os programas “Chapéu de Palha” e o “Mãe Coruja”.

O corte de investimentos do governador Paulo Câmara, em plena consonância com o congelamento dos gastos públicos do governo golpista, revela a política que o PSB pretende desenvolver. Muito ao contrário do que setores, como o PC do B, defendem, o PSB não é um partido de “centro-esquerda”, mas sim um partido de colaboração direta como o governo golpista.

A sabotagem aos programas “Chapéu de Palha” e “Mãe Coruja” também é uma demonstração clara da demagogia eleitoreira do PSB. Afinal, junto com o “Pacto pela Vida”, ambos esses programas eram considerados, em grande medida, a “menina dos olhos” de Eduardo Campos. Ou seja, o PSB só fez algum investimento em programas sociais quando era conveniente para lançar a candidatura de Eduardo Campos à Presidência da República e para garantir a eleição de Paulo Câmara, em 2014.

O governo Paulo Câmara, assim como os governos dos demais golpistas, não tem a mínima consideração pelos interesses da população pernambucana. Por isso, é necessário mobilizar os trabalhadores contra o golpe e pela liberdade de Lula e abandonar qualquer perspectiva de conciliação com os golpistas.