Governo do Paraguai, que surgiu de um golpe de Estado, rompe relações com a Venezuela

40926723850_0a714fc380_o

Da redação – O governo do Paraguai rompeu hoje (10) relações diplomáticas com a Venezuela, sob a desculpa de que o governo do presidente Nicolás Maduro, que toma posse nesta quinta-feira, seria um governo ilegítimo.

O Ministério de Relações Exteriores do Paraguai emitiu uma nota oficial declarando o rompimento, e o presidente paraguaio, Mario Abdo Benitez, a divulgou em sua conta no Twitter.

Em 2012, houve um golpe de Estado no Paraguai, que derrubou o presidente Fernando Lugo, primeiro presidente de esquerda da história do país. Depois disso, as eleições foram totalmente controladas pelos golpistas a fim de garantir o domínio histórico dos partidos da burguesia ligada ao imperialismo, cada vez mais à direita. Abdo é fruto desse golpe.

Assim como os outros governos do Cartel de Lima, o paraguaio não tem a menor autoridade para considerar ilegítimo o governo da Venezuela, que tem apoio do povo nas ruas e está disposto a pegar em armas para defender seu país do imperialismo.