Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
O presidente Michel Temer e o presidente eleito do Paraguai, Mario Abdo Benítez, durante encontro no Palácio do Planalto.
|

Da redação – O governo do Paraguai rompeu hoje (10) relações diplomáticas com a Venezuela, sob a desculpa de que o governo do presidente Nicolás Maduro, que toma posse nesta quinta-feira, seria um governo ilegítimo.

O Ministério de Relações Exteriores do Paraguai emitiu uma nota oficial declarando o rompimento, e o presidente paraguaio, Mario Abdo Benitez, a divulgou em sua conta no Twitter.

Em 2012, houve um golpe de Estado no Paraguai, que derrubou o presidente Fernando Lugo, primeiro presidente de esquerda da história do país. Depois disso, as eleições foram totalmente controladas pelos golpistas a fim de garantir o domínio histórico dos partidos da burguesia ligada ao imperialismo, cada vez mais à direita. Abdo é fruto desse golpe.

Assim como os outros governos do Cartel de Lima, o paraguaio não tem a menor autoridade para considerar ilegítimo o governo da Venezuela, que tem apoio do povo nas ruas e está disposto a pegar em armas para defender seu país do imperialismo.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas