Menu da Rede

Infecções por Covid podem aumentar em 1.141% com volta às aulas

Anterior
Próximo

Contra o Imperialismo

Governo de López Obrador (México) denuncia golpe de Estado na Bolívia

Em coletiva de imprensa, o governo mexicano afirmou que só reconhece Evo Morales como presidente legítimo da Bolívia, colocando-se contra o golpe militar dado no País

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Chanceler do México, Ebrard, ao lado do presidente López Obrador denunciam o golpe na Bolívia: AFP –

Da Redação – Na última segunda (11), o Governo do México afirmou que só reconhece Evo Morales como presidente legítimo da Bolívia.

A divulgação veio pelo chanceler Marcelo Ebrard, que denunciou a demissão de Evo ter sido forçada por um golpe dado pelo Exército e disse que o governo do presidente Andréas Manuel López Obrador não reconheceria um governo de caráter militar no país andino.

“Lo que ayer se produjo (en Bolivia) lo consideramos un golpe (… ) Es un golpe porque el Ejército pidió la renuncia del presidente y eso violenta el orden constitucional de ese país.”

“O que aconteceu ontem (na Bolívia), consideramos um golpe (…) É um golpe porque o Exército solicitou a demissão do presidente e isso viola a ordem constitucional daquele país” (tradução livre), afirmou Ebrard na conferência de imprensa matutina de López Obrador.

“La postura que México ha definido el día de hoy es de reivindicar, demandar el respeto al orden constitucional y a la democracia en Bolivia.”

“A posição que o México definiu hoje é exigir respeito à ordem constitucional e à democracia na Bolívia” (tradução livre), complementou o chanceler, que pedirá uma reunião de emergência da OEA (Organização dos Estados Americanos), o Ministério das Colônias dos EUA, a quem acusou de se omitir inaceitavelemente sobre o “pronunciamento militar e operações policiais”.

Ebrard concluiu dizendo:

“nosotros respetamos las decisiones de cada pueblo, de cada país (…) México no es un país que esté juzgando a los demás en función de sus procesos políticos de reelección… Hay países que tienen límites a la reelección, hay países que no lo tienen (…) lo que no podemos aceptar es que un Ejército salga y diga este presidente tienen que renunciar, como pasó ayer”,

“Respeitamos as decisões de cada povo, de cada país. O México não é um país que julga os outros com base em seus processos de reeleição política. Existem países que têm limites para reeleição, existem países que não têm (…) o que não podemos aceitar é que um exército saia e diga que esse presidente tem que renunciar, como aconteceu ontem.”

Este episódio é um passo importante na luta contra o golpe na América latina e coloca o México na mesma linha dos governos de Cuba, Nicarágua e Venezuela, junto ao presidente eleito na Argentina, que condenaram o golpe na Bolívia.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores
O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Cultura

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.