Privatização
Governo do estado da Bahia quer privatizar o estádio de futebol de Pituaçu.
Estadio de pituaçu. Foto SUDESB. |
O titular da SETRE (Secretaria Emprego, Trabalho, Renda e Esporte), Davidson Magalhães (preside o PcdoB na Bahia), disse que o Estádio Roberto Santos, mais conhecido como Pituaçu, deve ser passado para a iniciativa privada. O estádio fica em Salvador, Bahia.

Privatizar significa colocar sob o controle de empresa particular um bem público, do povo. A política de terra arrasada, entregando o estado nas mãos da iniciativa privada com alegação de bem sucateado. O estado constrói com numerários do povo e depois entrega a preço de banana ao capital privado que não fez nenhum esforço para existir.

Além disso na última terça-feira (3), o governo apresentou o lançamento do edital de licitação para a contratação de uma empresa de engenharia para realizar as obras afirmando que o objetivo é tornar a praça esportiva mais atrativa aos futuros candidatos interessados em administrá-la.

A canalhice é enorme. Gasta-se dinheiro público para depois vender. Logo se vê que dinheiro não falta. Depois, ficam com discurso demagógico “o bem não serve pra nada” ” é um elefante branco”. Pituaçu é um patrimônio do povo baiano.

O governo golpista do presidente Jair Bolsonaro exerce em âmbito nacional a sua política de terra arrasada, destruindo todo o patrimônio do povo, através de sua política neoliberal de privatizações do patrimônio de toda nação brasileira.

Relacionadas