Crise sanitária
Medo de nova sobrecarga do sistema de saúde levou governo britânico a decretar “lockdown” ontem (31). Hoje (1º), anunciam que pode durar mais de um mês
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Surto de contágios levou Reino Unido a fechar grandes setores da economia | Foto: Reprodução

O ministro da Saúde do Reino Unido, Michael Gove, afirmou neste domingo (1º) que o “lockdown” pode se estender para além do inicialmente previsto, 2 de dezembro. Segundo Gove, “com um vírus tão maligno, e com sua capacidade de se mover tão rapidamente, seria tolice prever com absoluta certeza o que acontecerá em quatro semanas”. O ministro acrescentou ainda que há uma “esperança fervorosa” para que os contágios sejam controlados em um mês mas “não dá para garantir isso”.

No último dia 31, o primeiro-ministro Boris Johnson, anunciou a retomada do “lockdown” para conter o novo surto de contaminações pelo Covid-19 no país. Inicialmente, a quarentena rígida duraria quatro semanas, a partir do dia 5 de novembro. Entre os estabelecimentos que permanecerão abertos estão escolas e universidades.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas