Governo Bolsonaro confirma mais um general defensor da ditadura para integrar sua equipe

general

Da redação – O general Maynard Marques de Santa Rosa foi escolhido para comandar o Programa de Parceria de Investimentos (PPI), vinculado à Secretaria-Geral, no governo do fascista Jair Bolsonaro.

De acordo com o jornal golpista Folha de S. Paulo, a indicação foi confirmada por Gustavo Bebbiano, futuro ministro-chefe da Secretaria-Geral.

Santa Rosa é general reformado do exército. Durante o governo Lula, ele foi exonerado da chefia do Departamento Pessoal do Exército após divulgar carta criticando a Comissão da Verdade – criada para investigar os crimes da ditadura militar.

Ele cuidará da PPI, que na verdade é o centro de coordenação de privatizações do governo. Como vem demonstrando há tempos, Bolsonaro vai implementar uma dura política de privatizações e entrega das riquezas do país do imperialismo.

Os militares em seu governo, longe de serem nacionalistas, foram colocados em posições-chave, tanto para tomarem cada vez mais controle do regime político, como para garantirem o assalto do Brasil pelos monopólios imperialistas. De nacionalistas, não têm nada. Não passam de entreguistas.