Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit

Os golpistas estão colocando em prática, de maneira acelerada, um plano de destruição da Petrobrás e da autonomia em produção de petróleo no país. Uma das principais refinarias de petróleo do país, a Refinaria Landulpho Alves (RLAM), localizada no Recôncavo Baiano e segunda maior do sistema Petrobrás, está sendo paralisada.

As informações da Federação Única dos Petroleiros (FUP), as unidades da RLAM que produzem gasolina operam hoje com 66% de sua capacidade e as três plantas de produção de óleo diesel devem ser fechadas nessa semana.

Em acordo com a política de redução da produção, a unidade está com uma rápida redução do efetivo de trabalhadores, passando de 1,4 mil trabalhadores diretos para 900; e, ente os trabalhadores indiretos, de 5 mil para 1,5 mil.

As informações é que a direção golpista da Petrobrás quer paralisar a produção da RLAM e segundo a FUP, as reduções da produção ocorrem em todas as refinarias do país.

A política dos golpistas é de destruição da Petrobrás para privatização e uma clara substituição da produção nacional pela importação de gasolina, diesel e outros subprodutos. A redução do número de funcionários é de maneira proposital para diminuir a qualidade dos serviços, aumento de acidentes para criar uma opinião pública favorável a privatização e tornar mais rentável para as empresas privadas.

Um dos motivos para o golpe de estado em 2016 é a entrega do petróleo para os países imperialistas e a destruição da Petrobrás. Os petroleiros são o setor da população trabalhadora que pode parar esse processo de privatização, destruição de uma das maiores empresas do mundo e da entrega do petróleo para os monopólios imperialistas.

A construção de uma grande greve da categoria e a unidade com outros setores da classe trabalhadora é a única maneira de derrotar os golpistas, única maneira de manter o petróleo e a Petrobrás nas mãos do povo brasileiro.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas