Siga o DCO nas redes sociais

Golpistas a um passo de acabar com o plano de saúde dos trabalhadores dos Correios
Golpistas a um passo de acabar com o plano de saúde dos trabalhadores dos Correios

Nesta quinta-feira (22/2), os golpistas do TST (Tribunal Superior do Trabalho) comandado pelo golpista Ives Gandra Martins Filho, presidente do TST, irá começar o julgamento do plano de saúde dos Correios.

A direção golpista dos Correios vem tentando destruir o benefício dos trabalhadores dos Correios através dos ministros do TST, mas a categoria vinha lutando contra essa manipulação, até que no ano passado (2017), os sindicalistas do Bando dos Quatro (PT, PSTU, PCdoB e diretores do Sintect-MG- LPS) orientou a categoria abandonar a greve e aceitar pacificamente que o futuro do plano de saúde fosse decidido pelos ministros do TST.

Com essa traição, os trabalhadores ficaram de mãos atadas diante desse julgamento que acontece nessa quinta-feira.

Se os trabalhadores dos Correios quiserem lutar contra a decisão dos golpistas do TST, que já anunciaram que irão excluir do plano os dependentes dos trabalhadores e cobrança de mensalidades, será preciso se organizar por fora do controle dos sindicalistas do Bando dos Quatro, que deram várias demonstrações de capachismo diante dos patrões.

É necessária uma mobilização contra os golpistas do TST, com greve e ocupação do Tribunal, caso os ministros que possuem plano de saúde de milhões de reais, auxilio moradia e diversos benefícios junto aos seus salários acima de 30 mil reais, queiram acabar com o plano de saúde de uma categoria que recebe em torno de R$ 1.500,00 por mês.