Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit

Há muito tempo as verbas para as universidades estaduais de São Paulo vêm sendo reduzidas, o que faz com que a qualidade de ensino e o nível dos formandos em vários cursos venha piorando ano após ano.

O projeto do governo paulista de sucateamento das universidades para posterior privatização vem se tornando realidade.

Agora o governo, através dos seus testas de ferro instalados nas reitorias das universidades, tenta jogar a culpa da falta de verbas nas costas de negros, pardos e índios.

Na matéria publicada no jornal golpista Estado de S. Paulo, fica evidente essa intenção.

E ainda contamos com a análise cristalina do economista Sérgio Firpo, do INSPER, outra entidade golpista, que diz textualmente que  “é necessário repensar o modelo de financiamento das três instituições. “Se for aumentar o recurso (para as universidades), essa verba virá do ICMS, o imposto do consumo, que recai proporcionalmente mais sobre os mais pobres”

A cota que financia as universidades vem do ICMS, que é de 9,57%. Como o aumento dessa cota vai prejudicar a parcela da população mais pobre? Os 9,57% não financiam universidades públicas e beneficiam, ou deveriam beneficiar, justamente aquela parcela da população mais pobre que não tem acesso ao ensino superior, ou seja, tirasse do pobre para dar ao pobre?

Se o ICMS recai sobre a população mais pobre seria o caso de uma reforma tributária, o que não tem nada haver com o aumento da cota do ICMS para as universidades, viesse de onde viesse o dinheiro esse valor teria que ser aumentado, mas o que ocorre é justamente o contrário, a cada ano o valor nominal só faz diminuir.

Se ele tem uma idéia melhor, como tributar as grandes fortunas em 25% e aplicar esse dinheiro no financiamento dos cursos superiores dos estudantes carentes, isso sim, seria uma melhor opção em relação ao que existe hoje.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Relacionadas