Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
x73861440_BRASILBrasiliaBSBPA21-12-2017PAO-presidente-Mich.jpg.pagespeed.ic.9nF5u9EkeA
|

Pressionados pela greve dos caminhoneiros e, agora, pela dos petroleiros, Michel Temer e Pedro Parente resolveram marcar uma reunião no Palácio do Planalto nesta sexta-feira (1º) para discutir a situação crítica que vive o país.

As paralisações das categorias ligadas à produção e à comercialização dos derivados de petróleo, que vêm ocorrendo nos últimos dias e que devem se repetir nos próximos, decorrem da política de reajuste de preços da Petrobrás, implementada na estatal em 2017, depois do golpe de Estado. Até onde se sabe, os dois serviçais dos Estados Unidos se recusam a alterar a política de preços prejudicial ao país, e a interromper os programas de privatização da maior e mais rica estatal brasileira, demonstrando uma tendência de acirramento da crise e das greves.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas