tst correios x saude
|

O ministro golpista, Renato de Lacerda Paiva, vice-presidente do TST (Tribunal Superior do trabalho) convocou audiência de conciliação entre representantes dos trabalhadores dos Correios e a direção golpista dos Correios para próxima quarta-feira (31-07) às 5h, em Brasília/DF.

A audiência que foi convocada sob o pretexto de apresentar uma proposta para a manutenção dos pais e mães dos trabalhadores no plano de saúde dos Correios, mas obviamente terá como tema principal a data base da categoria, que tem o seu início no dia 01 de agosto.

A questão do plano de saúde já tem uma definição bem clara dada pelo TST, os pais e mães dos trabalhadores estão fora do plano a partir de 01/08/2019, e se quiserem continuar terão que pagar uma mensalidade nos moldes dos planos de saúde privado, a não ser que os trabalhadores realizem uma greve radical para impor uma derrota a essa política de ataque aos direitos dos trabalhadores imposta pelo TST, ECT e governo golpista de Jair Bolsonaro.

Nesse sentido, o ministro golpista do TST na audiência tentará apresentar uma proposta que embarque todo o acordo coletivo da categoria, incluindo um reajuste miserável de 1%, manutenção do acordo coletivo do ano passado, em troca dos trabalhadores se conformarem com a ideia de que a classe trabalhadora tem que pagar altas mensalidades para ter um plano de saúde, ou então, usar o SUS (Sistema Único de Saúde), isso enquanto o fascista Bolsonaro não destruir também o SUS.

Os trabalhadores dos Correios não devem acreditar em nenhuma negociação com os golpistas, a única maneira de impedir definitivamente o plano de saúde da categoria e a privatização da ECT é mobilização dos trabalhadores contra o golpistas, pelo Fora Bolsonaro, organizando-se para uma greve de 100% da categoria, com piquetes e ocupação dos prédios da ECT.

Relacionadas