Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Eletrobras
|

Da redação – Com processo sistemático e contínuo de privatização da empresa, os trabalhadores da Eletrobras entraram em greve de 72 horas nessa segunda-feira e pedem a saída do presidente golpista da elétrica, Wilson Ferreira Jr.  O sujeito, que chama os funcionários de “vagabundos” e vende o a empresa para os imperialistas, se diz cinicamente “incomodado” com a pressão.

A imprensa burguesa e golpista apoia o golpista, dizendo que ele é “bem quisto” pelo mercado (para o qual entrega a empresa estatal desde julho de 2016, o ano do golpe e da sua posse ao cargo). O que ademais é óbvio.

A diretoria da Eletrobras tentou qualificar a greve como “abusiva” na Justiça trabalhista. Assim como foi feito na recente greve dos petroleiros. Essa caracterização levou ao judiciário penalizar a greve dos petroleiros em multas diárias de ridículos R$2 milhões diários. Ou seja, pode fazer greve, mas os sindicatos Terão que arcar com consequência de serem traçados em sua estrutura.

No caso dos eletricitários, o TST inventou outra coisa. O Tribunal não chegou (ainda) a penalizar os eletricitários com essa manobra das multas exorbitantes. Mas em compensação determinou, cinicamente, que a greve deveria ter o máximo de 25% de adesão de trabalhadores em cada uma das subsidiárias da Eletrobras. Ou seja, que a greve é legal desde que não seja uma greve com paralisação 100%. É um caso inda mais ridículo. Ou seja, segundo o Judiciário golpista, esse mesmo que persegue politicamente e prende sem provas, o trabalhador pode fazer greve, desde que continue trabalhando. Os Juízes do TST inventaram o direito de greve que só é direito de fato na cbeça do trabalhador, na prática, o direito de greve está extinto.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas