Siga o DCO nas redes sociais

Golpistas punem sindicalista dos Correios por usar uniforme de carteiro em manifestação
Golpistas punem sindicalista dos Correios por usar uniforme de carteiro em manifestação

O DECOD (Departamento de Controle Disciplinar) dos Correios, uma espécie de polícia política na ECT (Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos) puniu com 30 dias de suspensão, no final de 2017, o diretor sindical da Fentect (Federação Nacional dos Trabalhadores dos Correios), José Gonçalves de Almeida, conhecido como Jacozinho.

E qual foi a indisciplina de “Jacozinho”? Usar o uniforme de carteiro em uma manifestação contra o governo golpista de Michel Temer.

“Jacozinho” participava das manifestações em Brasília, na greve geral do dia 28 de abril, do qual os trabalhadores dos Correios aderiram, uniformizados de carteiro.

Será que para o sindicalista e todos os demais dirigentes da esquerda pequeno burguesa do PSTU e suas variantes políticas, que dizem que não teve golpe no País, precisam de mais provas do que isso, para entender  que o golpe de Estado no Brasil, a partir do impeachment de Dilma Rousseff, estabeleceu um confronto direto com a direita no Brasil e que esse golpe está se aprofundando com a tentativa da criminalização dos movimentos sociais e de suas lideranças políticas, sindicais e populares?

É preciso ser cego para não ver que o golpe estabeleceu nos Correios uma nova forma de relação política entre os golpistas que dirigem a empresa e os trabalhadores, em que os golpistas irão tentar conseguir impor sua pauta de privatização da ECT na força, através de perseguição política e cassação de direitos.

Nesse sentido é necessário que as organizações de esquerda, dos movimentos sociais, sindicais e populares entendam o processo de perseguição e criminalização que está se dando no país, e se coloque contra todas essas punições, prisões, que tendem a ir para uma escala ainda muito maior, caso os golpistas consigam criminalizar a maior representação popular, sindical e política do país, que é o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva.

É necessário que os trabalhadores dos Correios e a direção da Fentect faça uma campanha em defesa de Lula, já que os próprios trabalhadores aprovaram essa campanha no último Conrep (Conselho de Representantes da categoria.

É preciso criar comitês de luta contra o golpe nos Correios que lutem também pelo fim do DECOD nos Correios; pela anulação da suspensão disciplinar do sindicalista dos Correios Jacozinho e demais trabalhadores que estão sendo punidos pelo departamento policialesco dos Correios (DECOD); readmissão de todos os demitidos por perseguição política na ECT; pela anulação do impeachment; contra a condenação ou prisão de Lula pela operação golpista da ¨Lava Jato¨.