Ratinho Jr e sua política
A burguesia segue dando golpes nos princípios da soberania nacional. A nova, é a venda da Companhia Paranaense de Energia (COPEL).
Copel
Companhia Paranaense de Energia (COPEL) | Foto: Reprodução/Internet
Copel
Companhia Paranaense de Energia (COPEL) | Foto: Reprodução/Internet

A estatal paranaense Copel Telecom distribui internet por todos os 399 municípios do Paraná, tendo mais de 33 mil km em cabos de fibra ótica. Ela é subordinada a Copel Energia, empresa que é responsável por fornecer energia para todo o estado.

A empresa, que já vinha sendo boicotada em prol de outras privadas, faz parte do plano de privatização do governo golpista de Ratinho Jr. A venda da estatal para o capital internacional é a premissa da venda da gigante Companhia Paranaense de Energia (COPEL).

Os mais de sete mil funcionários da companhia serão realocados temporariamente para outras subordinadas da COPEL, porém já se fala em “demissão voluntária” desses trabalhadores. Importante ressaltar essa prática, que é recorrente no meio burguês. Privatizar e demitir. 

Com a privatização de mais uma empresa importante para o capital internacional, fica cada vez mais evidente que o plano da burguesia vem sendo implantado com sucesso, como vemos em âmbito nacional na tentativa de privatizar os correios. 

A venda de estatais representa um risco ao povo, nos deixando cada vez mais dependente das empresas estrangeiras, algo que deve ser veementemente denunciada por toda população, principalmente pela esquerda e classe operária. 

Fora Bolsonaro, Ratinho Jr e todos os golpistas.

Relacionadas
Send this to a friend