Capitalista ganha, povo morre
O governo golpista pretende arrecadar nos próximos três anos, 250 bilhões com a entrega de nossas riquezas, por isso, é preciso derruba-los imediatamente.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
tarsilio
O Ministro da Infraestrutura, entreguista, Tarcísio de Freitas - Foto: Evaristo Sá/AFP |

Da redação – Nesta terça-feira (5), o Ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, como típico entreguista que é, defendeu a aceleração no “programa de concessões” de infraestrutura do governo federal, abrindo de vez as pernas em todos os setores para os capitalistas estrangeiros, como suposta forma de o país ter condições de se recuperar dos impactos da Covid-19.

Segundo o governo neoliberal, só poderemos obter a harmonia nacional entre os poderes, entregando toda nossa indústria, mandando nossos lucros para os países em crise capitalista. É um verdadeiro escárnio, enquanto a população morre sem estrutura básica de saúde, moradia, esgoto, sem respiradores, sem testes, o governo nazista do Brasil, vai de vento em polpa na entrega de nossa riquezas.

“Precisamos de paz na política para podermos trabalhar, para termos velocidade, porque se faltar velocidade (no programa de concessões), vamos perder…A liquidez vai acabar indo para outros lugares que não nossos projetos”, disse Freitas durante seminário organizado pelo Tribunal de Contas da União (TCU) e transmitido pela internet.

O governo golpista pretende arrecadar nos próximos três anos, 250 bilhões de reais em investimentos em infraestrutura logística, como parte do plano para tentar salvar a economia que os próprios capitalista especuladores do estrangeiro estão destruindo em seus próprios países.

Vale ressaltar aqui que a “paz” que ele pede é que a esquerda se alinhe ao governo, como setores pequeno burgueses já vem fazendo, os governadores dos estados, do PT, PCdoB, aceitando ajoelhados os ataques dos fascistas. A burguesia pretende acabar com a polarização, e a tal Frente Ampla, entra aqui, para pacificar, para a luta cessar, e entregar tudo aos capitalistas de uma vez.

O ministro citou ainda que dois grupos espanhóis estão avaliando os planos do governo de concessão da rodovia BR-153, entre Goiás e Tocantins, e da rodovia Presidente Dutra, entre São Paulo e Rio de Janeiro. Mas, é claro, os preços tem que serem bem baixos, de graça, para que levem tudo do nosso povo.

Enquanto o povo vai morrer em massa, o governo fascista apronta o processo de desestatização dos principais portos do país, começando pela Companhia Docas do Espírito Santo (Codesa), responsável pelo porto de Vitória, do Porto de Santos, que já teve contratação do BNDES para estudos de precificação.

“Tem poucos passivos, tem grandes oportunidades de crescimento, com área servida por rodovia e ferrovia. É um caso bastante interessante para começarmos”, disse Freitas sobre a Codesa.

Lembrando, que agora, na crise total, até mesmo os capitalistas pensam em voltar os programas ferroviários que a burguesia destruiu nas décadas passadas para trazer as empresas norte-americanas de pneus roubar nosso país, junto às concessões de pedágios, estradas e etc.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Relacionadas