Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit

Foi instalada nessa terça-feira (06/03) a comissão especial que trata da venda da Eletrobras. Os golpistas pretendem vender a estatal com patrimônio estimado de R$46,2 bilhões e ativos avaliados em R$170,5 bilhões por míseros R$12 bilhões. Uma verdadeira pechincha que custará  muito caro à população brasileira, já que a empresa é responsável por um terço da geração de energia do país e o texto do assalto prevê a compensação dos geradores hidrelétricos retroativamente pelas perdas com o risco hidrológico a partir de 2013.

Trata-se de um verdadeiro massacre que será sentido na forma de racionamento e taxas absurdas. Como é praxe durante privatizações, a venda extremamente lucrativa de uma estrutura preexistente não é acompanhada de nenhuma contrapartida na forma de investimento ou melhora do serviço, apenas um violento acréscimo nos já abusivos preços suportados pela população.

É importante frisar a manobra ilegal realizada pelos golpistas dentro do marco do dito “regime democrático pós-golpe”. A lei vigente que regula o setor proíbe a venda da estatal e foi alterada por uma caneta de Temer (medida provisória), tudo isso para concluir o desmonte total do país à toque de caixa. Os prazos e procedimentos responsáveis por dar uma cobertura aparentemente “legal” à esse assalto ao país estão sendo totalmente desprezados à medida que a certeza do golpe entre a população aumenta.

A inversão proposta pelos golpistas aumentará a exploração geral da população brasileira, pois ampliará as condições de negociação dos consumidores de alta e média tensão (indústrias) e repassará os custos para o povo. Esse escárnio é apenas mais um dos capítulos do golpe que aí está para arrasar e destruir completamente as condições de vida dos brasileiros.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas