Trabalhadores no olho da rua
Direção golpista dos Correios demitirá milhares de trabalhadores durante pandemia
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
agnecia dos correios
Foto: Reprodução |

Nesta semana, segunda quinzena de maio, a direção golpista da ECT (Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos) apresentou nas suas redes sociais um plano de destruição dos Correios, visando a sua privatização, com o qual chamou de “Modelo de Modernização da Distribuição”. O documento assinado pelo DEDIS/DIOPE (Departamento de Coleta e Distribuição – Diretoria de Operações) dos Correios possuem 15 páginas de propostas que modificam completamente as relações de trabalho na ECT, visando excluir uma boa parte do quadro funcional da empresa, e estabelecendo verdadeiras relações escravagista contra os trabalhadores que permanecerem empregados.

Logo na apresentação do projeto, os golpistas dos Correios mostram que irão demitir milhares de trabalhadores através do PDI (Plano de Demissão Incentivada), uma espécie de “pega trouxa”, aonde a direção golpista dos Correios, oferece o “olho da rua” para o trabalhador, em troca de migalhas a mais na rescisão contratual, e isso em meio a uma pandemia mundial que está gerando uma onda gigantesca de trabalhadores desempregados no Mundo.

Depois que os golpistas demitirem milhares de trabalhadores através do PDI, em uma empresa que está trabalhando com número insuficiente de funcionários para dar conta da demanda postal existente, o modelo escravizante da ECT apresenta como forma de conseguir suprir a falta desses trabalhadores, aumentando a pressão sobre os que ficarem.

  • Cargo Amplo: A empresa obrigará o trabalhador a ser funcionário “Bombril”, mil e uma
    utilidades, passando por cima do desvio de função, estabelecendo na integra o cargo amplo,
    aonde carteiros, atendentes comerciais, operadores de triagem e transbordos ficam obrigados
    a realizar o que a empresa quiser e não a função pelo qual prestou o concurso na empresa.
  • Banco de Horas – Os golpistas preparam a escravização dos trabalhadores, ou seja, a jornada
    do trabalhador não será mais de 8 horas, mas dependendo da demanda na empresa, e quando
    fizer mais de 8 horas, essas horas excedentes serão pagas em folgas, e quando receberem
    folgas, essas horas serão cobradas em mais horas de trabalho durante o dia.
  • Transferências – Os golpistas da ECT determinaram qual cidade e Estado do país o trabalhador
    dos Correios irá morar, dependendo da necessidade dos Correios, tudo de acordo com a
    necessidade de serviço, e não da vida pessoal do trabalhador, escola, filhos.
  • Fechamento de Unidades – A direção golpista dos Correios quer reduzir gastos com a operação das entregas, fechando unidades de distribuição e postagem , diminuindo o poder de capilaridade dos Correios.

E se tudo isso, ainda for insuficiente, os golpistas da ECT fará cadastro de uber para realizar o serviço de entrega postal. Qualquer pessoa de carro, moto ou bicicleta poderá cadastrar como uber dos Correios, e passar nas unidades de entrega e levar encomendas para os moradores.

É obvio que todas essas medidas levarão a uma super exploração da categoria, que levará muito dos trabalhadores pedirem para sair dos Correios, além de precarizar a própria prestação do serviço, visando única e exclusivamente o aceleramento da privatização da Estatal. E o pior, todo esse projeto macabro está sendo preparado em meio a maior pandemia de todos os tempos.

É necessário que os trabalhadores se coloquem completamente contrários a esse projeto, levantando a palavra de ordem de Abaixo o Modelo de Escravização dos golpistas da ECT, por um Correios Público, Estatal e de Qualidade, controlado pelos próprios trabalhadores, com eleições diretas para todos os cargos, de presidente a supervisor. Pelo Fora Bolsonaro e todos os Golpistas, eleições gerais já!

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas