Golpistas nos Correios sucateiam as agências próprias para favorecer as franquias

Correios-Kelsen-Fernandes-Fotos-Públicas

O processo de privatização da ECT (Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos) é feito através do desmonte de vários setores pelos golpistas que controlam a empresa.

E não poderia ser diferente, pois a ECT é a maior empresa de logística da América Latina, possui mais de 100 mil funcionários diretos, com unidades funcionais em todos os municípios do Brasil, um país continental, ou seja, um colosso de empresa, e patrimônio do povo brasileiro.

Um dos setores que os golpistas estão desmontando é a porta de entrada do cliente para os serviços da empresa, que são as agências próprias dos Correios.

Só no mês passado foram fechadas 41 agências dos Correios, e a programação dos golpistas é o fechamento de 500 agências nos próximos meses.

Além disso, os golpistas dos Correios estão sucateando o serviço das agências que ainda estão abertas para empurrar o usuário dos Correios para agências franquiadas, que são controladas por famílias, que “ganharam” o direito de explorar os serviços dos Correios.

Para se ter uma ideia, agências próprias dos Correios , em centros importantes do estado de São Paulo, como na cidade de Campinas estão sem caixa de papelão para empacotar encomendas dos clientes, obrigando o cliente a procurar uma agência franquiada, aonde não falta material.

Tudo bem conscientemente elaborado por parte dos golpistas, levando a própria população a considerar falsamente que a privatização seria uma solução para melhorar o atendimento do serviço postal no Brasil.

Somente a derrubada dos golpistas do governo federal poderá impedir o sucateamento e a privatização dos Correios. Abaixo os golpistas, Fora Bolsonaro!