Direita priva o povo de água
Governo da direita põe racionamento de água na cota do povo
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
sanepar-1-opkldr6syopfvzjphexweg0tazfq9za3tmgwzu8izk
Sanepar | Foto: Ângelo Rigon

A falta de água para a população de Curitiba (PR), vem tomando dimensões alarmantes. A resposta dada pelo governo de Ratinho Jr. e determinados prefeitos, como de costume nos governos da direita, foi a de intensificar mais uma vez o racionamento sobre o consumo doméstico de água, ou seja responsabilizar o povo e cortar seu nível de consumo até onde tiver forças para tal.

Não fosse já essencial, em plena pandemia de Covid-19, a água vem a ser um material fundamental para manutenção das condições de higiene e portanto de prevenção da disseminação da doença num país já a deriva em termos de políticas públicas de saúde.

As medidas de intensificação foram anunciadas por Claudio Stabile, diretor-presidente da Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) e Julio Gonchorosky, diretor de Meio Ambiente da Companhia. Segundo eles, o racionamento pode vir a ocorrer até quatro vezes por semana nas casas da Região Metropolitana de Curitiba (RMC).

O sistema de racionamento já vem de longa data, com o começo em Março no caso de alguns bairros de Curitiba, que tem como prefeito Rafael Greca (DEM), justamente um dos primeiros meses onde a pandemia começou a ser anunciada no Brasil e se alastrar de forma expressiva. A medida depois foi intensificada e levada para mais 93 bairros de Curitiba e região no mês de Maio. O Conselho Popular do Boqueirão se pronunciou enviando uma carta à prefeitura de Curitiba demandando entre outras coisas que fosse normalizado o fornecimento de água na região.

Apesar da severa estiagem que assola Curitiba, o problema não é algo novo, mas algo recorrente na história da região, o problema é portanto plenamente passível de ser contornado e planejadas soluções. Culpar os fenômenos naturais não deve ser levada à sério pela população, e o governo deve ser pressionado para garantir o acesso à água.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas