Golpistas dos Correios se preparam para acabar com o cargo de OTT

carteiro triando 4

A direção golpista da ECT (Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos) anunciou nesta semana, que a partir do dia 27 de fevereiro até o dia 15 de março, os trabalhadores dos Correios que ocupam o cargo de OTT (Operador de Triagem e Transbordo) poderão migrar para o cargo de carteiro, com todos os direitos que os carteiros possuem, incluindo o direito de receber 30% a mais no salário a título de AADC (Adicional de Atividade de Distribuição e Coleta).

A princípio parece uma vantagem salarial para os trabalhadores, no entanto, essa ação esconde a supressão do cargo de OTT, que são os trabalhadores que fazem a triagem e o tratamento das cartas e encomendas que chegam nos Centros de Triagem, aonde serão encaminhadas para os CDD´s (Centro de Distribuição Domiciliar) e CEE (Centro de Entrega de Encomendas).

Significa que esse serviço deixará de existir? Obviamente que não, trata da substituição dos OTT´s concursados, com contratos de serviço por tempo indeterminado, por mão de obra terceirizada e temporária. É a política de privatização e precarização dos Correios sendo aprofundada, que se não for combatida, estenderá a todos os trabalhadores da ECT.

É necessário organizar os trabalhadores para se colocarem contra esse ataque, não aceitando a extinção do cargo de OTT, e exigindo o fim das terceirizações e contratação de todos os terceirizados, como trabalhadores efetivos,  que hoje estão trabalhando na empresa.

Também é necessário a formação dentro dos Correios, em todas as suas unidades, de comitês de luta contra o golpe de Estado no Brasil, pelo Fora Bolsonaro e todos os golpistas e pela liberdade de Lula, a única maneira de impedir a privatização dos Correios e suas consequências, como o desmantelamento da empresa.