Siga o DCO nas redes sociais

Não à privatização da ECT
Golpistas dos Correios querem vender o prédio da Pituba em Salvador
Golpistas querem entregar a preço de banana dezenas de grandes imóveis construídos com dinheiro do povo brasileiro e com o suor dos trabalhadores dos Correios para os capitalistas
Screenshot_20200109-123052_Samsung Internet
Não à privatização da ECT
Golpistas dos Correios querem vender o prédio da Pituba em Salvador
Golpistas querem entregar a preço de banana dezenas de grandes imóveis construídos com dinheiro do povo brasileiro e com o suor dos trabalhadores dos Correios para os capitalistas
Isso é mais uma demonstração da política de rapina impulsionada por Bolsonaro
Screenshot_20200109-123052_Samsung Internet
Isso é mais uma demonstração da política de rapina impulsionada por Bolsonaro

Continuando o processo golpista de privatização da ECT, o governo do fascista Jair Bolsonaro anunciou no começo desta semana que os Correios estão colocando à venda através de leilões grandes imóveis da estatal em todo país.

Em todo o Brasil, os golpistas entregarão a preço de banana 16 imóveis, em oito estados e no Distrito Federal. Os imóveis são os seguintes : Unidade da Pituba em Salvador (BA), duas unidades em Brasília, além de Manaus (AM), Fortaleza (CE), Curitiba (PR), Niterói e Itaboraí (RJ), Porto Alegre e Erechim (RS), Itajaí (SC), São José do Rio Preto e Botucatu (SP).

Entre os maiores prédios dos Correios do país a empresa anunciou que está colocando à venda o edifício onde funcionava a tradicional agência Pituba, na Av. Paulo VI, em Salvador. Uma enorme construção com 17 andares e 44 mil metros quadrados de área construída, em um terreno de 35 mil metros quadrados localizado em cobiçada área capital baiana.

Com a desculpa esfarrapada de que o prédio teve aberto o edital para licitação, por conta da necessidade de redução de custos, o que na verdade irá ocorrer será um enorme lucro dos capitalistas que abocanharem o edifício. A licitação para venda se dará por maior oferta de preço, com valor mínimo de R$ 248 milhões. Como ocorre em todos os leilões de privatização, vão efetuar a compra por valor pouco maior que o anunciado.

Com um pequeno cálculo já é possível perceber o golpe, o imóvel tem 44 mil m² de área construída, além de mais um terreno com 35 mil metros quadrados. De acordo com valores de mercado, na região de Itaigara, onde se encontra a Pituba, o valor no m² construído está em cerca de R$ 5.000,00. Multiplicando-se pela área construída, temos um valor de cerca de R$ 248 milhões, no entanto ainda há uma enorme área livre que não entra na conta, ou seja, sob a desculpa de que os Correios dão prejuízo à nação, entregarão de graça dezenas de grandes imóveis da estatal.

Isso é mais uma demonstração da política de rapina impulsionada por Bolsonaro, para sucatear e destruir o país, a serviço de interesses estrangeiros, principalmente dos EUA. Os trabalhadores dos Correios, em seu último Congresso Nacional da categoria, aprovaram por ampla maioria para derrotar a política de privatizações e entrega do Correio Nacional a luta imediata pelo Fora Bolsonaro. É hora de imediatamente as direções da Fentect e dos sindicatos da categoria em todo país colocarem na rua o que foi decidido pelos milhares de representantes da categoria presentes ao Congresso e a assim derrotar o golpe contra os trabalhadores e o povo brasileiro.