Golpistas dos Correios querem instituir plano de saúde privado na ECT

agnecia dos correios

Da redação – A direção golpista da ECT (Empresa Brasileira dos Correios e Telégrafos), se reuniu ontem (20) e terça-feira com a direção da Fentect (Federação NacionaL dos Trabalhadores dos Correios) controlada pelo Bando dos Quatro (sindicalistas do PT, PCdoB, PSTU e diretores do Sintect-MG, LPS), para apresentar um plano de saúde privado familiar nos Correios.

Essa proposta visa dar uma saída para os sindicalistas do Bando dos Quatro que aceitaram que os ministros do TST (Tribunal Superior do Trabalho), acabassem com o direito da categoria colocar seus pais e mães no plano de saúde gratuito dos Correios.

O acordo assinado em 2017 nos Correios pelo Bando dos Quatro permitiu que o TST estabelece-se que os pais e mães só podem usufruir do plano atual até o dia 31 de julho de 2019, a partir daí, segundo o plano dos golpistas dos Correios é que os pais e mães dos trabalhadores ecetistas só poderão continuar usando médicos e hospitais credenciados, se pagarem o plano privado que será usado.

Esta sendo gerido um acordo entre a burocracia sindical do Bando dos Quatro e os golpistas da ECT para ir concluindo a destruição total do beneficio do plano de saúde dos trabalhadores dos Correios.

Somente a luta contra os golpistas, pelo Fora Bolsonaro e todos os golpistas e pela liberdade de Lula, os trabalhadores dos Correios podem impedir a destruição total do plano de saúde da categoria e demais benefícios na mira dos entreguistas dos Correios.

É necessário a formação de comitês de luta contra o golpe nas unidades dos Correios, e rejeitar qualquer acordo de criação de planos de saúde privados para os familiares dos trabalhadores ecetistas