Golpistas dos Correios oferecem reajuste menor que a inflação do período

negociação correios e fentect

Nesta terça-feira (17/07), os trabalhadores dos Correios receberam dos golpistas dos Correios a sua intenção de matar de fome os trabalhadores, na forma de sua proposta de reajuste salarial.

Os cara de paus da direção golpista da ECT apresentou que pretendem reajustar os salários dos trabalhadores dos Correios abaixo da inflação, apresentou a migalha de reajuste salarial de 1,58%.

O índice do reajuste salarial apresentado pelo presidente golpista Carlos Fortner, braço direto do golpista Gilberto Kassab do PSD, corresponde apenas a 60% do INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) que de forma bem reduzida está contabilizada em 2,64%.

Os trabalhadores dos Correios estão com os salários defasados desde 1994, desde o famigerado plano real, que levou a categoria ter a perda de mais de 30% em seus salários. Se não bastasse essa defasagem salarial, no ano passado os sindicalistas do Bando dos Quatro (sindicalistas do PT, PCdoB, PSTU e diretoria do Sintect-MG – LPS) aceitaram que os ministros do TST, mais a direção da ECT impusessem mensalidades no plano de saúde dos Correios, que diminuir em mais de 10% os salários da categoria.

É por isso que é uma afronta a categoria a proposta de reajuste miserável da direção golpista da ECT, que visa na verdade  reduzir o máximo o custo da mão de obra nos Correios, a fim de preparar a empresa para sua privatização.

É necessário combater os golpistas dos Correios, organizar comitê de luta contra o golpe na categoria e  a partir desses movimentos e de uma ampla mobilização da categoria, impedir a retirada de direitos e a entrega do patrimônio nacional.