Golpistas dos Correios anunciam a demissão de mais 8 mil trabalhadores através do PDV

carteiors desolados 1

Os golpistas dos Correios anunciaram um novo PDV (Pedido de Demissão Voluntário) que visa demitir mais 8 mil funcionários dos Correios, passando de 106 mil trabalhadores diretos, para 98 mil trabalhadores, visando a destruição da ECT (Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos) para facilitar a entrega do mercado postal para os grandes capitalistas da FEDEX, DHL e UPS e sua privatização “à preço de banana”.

A ECT é uma das empresas estatais que estão na mira dos entreguistas do governo golpista de Jair Bolsonaro, que antes da eleição anunciou que os Correios no Brasil deveria ser extinto, utilizando o argumento mentiroso de que a ECT é uma empresa deficitária.

O PDV está na contramão das necessidades da empresa, já que o mercado postal só aumenta no Mundo todo, e principalmente no Brasil, diante do volume de encomendas que são vendidas via on line e entregues pelo Correio, o que obriga  a contratação de mais funcionários para empresa e não a demissão de trabalhadores.

Outra medida utilizada pelos golpistas para desmontar a ECT, está sendo feita com o fechamento de agências próprias, fortalecendo os ganhos das agências franqueadas, que são controladas por pequenos capitalistas, ligados a políticos burgueses.

É necessário que os trabalhadores dos Correios se mobilizem contra mais essas demissões, política de privatização da ECT, organizando comitês de luta contra o golpe, pelo Fora Bolsonaro e de todos os golpistas e pela Liberdade de Lula, preso político do Brasil para calar a voz dos trabalhadores.

É preciso superar, por meio de uma ampla mobilização na base da categoria, a paralisia da burocracia sindical dos Correios, para colocar a categoria em movimento contra os ataques do governo golpista e a privatização da ECT.