Golpistas dos Correios alegam “Black Friday” para impedir reunião sindical nas unidades da empresa

reunião dos Correios 2

A direção golpista da ECT (Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos) está cada vez mais restringindo os direitos dos trabalhadores, seguindo a lógica do governo golpista de Michel Temer e agora do golpista Jair Bolsonaro, eleito através de uma fraude eleitoral, querem impedir a organização dos trabalhadores.

A direção golpista dos Correios está desmarcando todas as reuniões setoriais promovidas pelos sindicatos dos trabalhadores dos Correios com a categoria, com o argumento esdrúxulo de que a empresa está na vendas do “Black friday”, e por isso os trabalhadores não podem parar para conversar com os dirigentes sindicais.

É um ataque a organização dos trabalhadores e um desrespeito ao acordo coletivo da categoria que garante 30 minutos de reunião entre os trabalhadores e sua representação sindical no local de trabalho, quando agendado com 72 horas de antecedência.

A política dos golpistas é a de acabar com o direito de organização dos trabalhadores, e nos Correios que estão na mira da privatização pelos golpistas, é preciso que os sindicatos não sejam fortes e organizados para que os trabalhadores não reajam a esse roubo que é a privatização dos Correios.

É preciso desacatar essa ordem manifestamente ilegal da direção golpista da ECT e realizar as reuniões, para que os Correios não regrida a época da ditadura militar, aonde os trabalhadores dos Correios sequer podiam ter sindicatos que o representassem enquanto categoria,

É necessário a criação dos comitês de luta contra o golpe nos Correios, pelo Fora Bolsonaro e todos os golpistas! E pela imediata liberdade de Lula!