OSs criminosas
Servidores paralizaram nesta quinta contra o arrocho e o desemprego!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
8580_clinicas-da-familia-como-a-doutor-jose-antonio-cir
Famílias tendo de voltar do hospital sem médico | Portal Eu, Rio

Diante da catástrofe sanitária de falta de médicos nas Clínicas Municipais de Saúde,  a própria Globo foi obrigada a mostrar o depoimento  de 3 pacientes que é óbvio representam muitas outras pessoas que estão precisando de médico e  não há médicos, mesmo os suspeitos de algumas doenças não são atendidos.

Todos esses Hospitais denunciados são dirigidos pela máfia da saúde privada através de 

OS (Organização social), plano dos capitalistas para destruir todo o sistema de saúde públicas como veremos nos depoimentos a seguir.

Maurício Ramos Braga diz “ no Posto da Família Amaral Filho, eu estava marcado para o dia 5 mas não tinha médico, não tinha nada, não tem previsão de médico, só tem a farmácia funcionando e apenas remédio para diabético e hipertenso”.

Rose Rangel, declara “ no dia dois de outubro eu estive na Clínica da Família da Areia Branca José Antônio Ciraudo, eu estava com meu filho, ele estava com uma dor próximo ao umbigo, e o médico pediu com urgência que eu fizesse um exame de ultrassonografia, exame de sangue e de urina, eu consegui fazer só no particular, só que quando eu cheguei na segunda feira, para o atendimento, para que os médicos olhassem os enxames, eu fui informada pelos atendentes e pelas enfermeiras que não tinha médico na unidade, que os médicos estavam de aviso prévio e não sabia quando ia ter médico novamente, se ele iam ser contratados ou não”.

E dona Maria Rosa da Silva complementa, “no dia 17 de julho de 2019, eu fui na médica na clínica da família no posto Flavio do couto, aqui no parque Anchieta, e a médica solicitou uma mamografia, e eu fiz no Hospital Marista, e vinte dias depois peguei o enxame, e ficamos sem médicos e eu estou até hoje sem mostrar a mamografia para um médico, então esse outubro rosa é muito difícil para a gente”.

Os relatos desses trabalhadores demonstra a mais crua realidade do falido sistema de saúde carioca, governos e mais governos da direita golpista vêm pilhando o Estado e jogando a pessoas para o desespero morrendo por não ser atendido por um médico.

O que é preciso ser feito para reverter essa situação é a organização dos trabalhadores em Conselhos Populares, para que os próprios que precisam dos médicos possam cobrar das autoridades públicas as suas necessidades. E em uma campanha contra o gerenciamento das clínicas públicas por hospitais privados. E sim a estatização de toda a saúde particular.

 Essa é uma política genocida dos golpistas. Ela foi muito bem elaborada para esse fim, acabar com o atendimento público ao povo pobre, por isso houve toda a fraude, a começar pelo impedimento de Lula ser candidato, para garantir a chegada de Bolsonaro na presidência, e a gora só resta a população fluminense se mobilizar para barrar esse  genocídio.

 

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas