Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit

A direção golpista da ECT (Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos) acaba de anunciar em seu boletim interno “Primeira Hora”, do dia 10/01/2018, que alcançou um crescimento de 16% na quantidade de encomendas entregues no mês de novembro e dezembro de 2017.

Basicamente, os Correios teria entregue 7 milhões de objetos, principalmente SEDEX e PAC, a mais que o ano anterior.

Diferentemente da propaganda enganosa feita pelos golpistas e o monopólio da imprensa capitalista que dizem que os Correios brasileiro estaria falido, o serviço nos correios só aumenta, os trabalhadores vivem sobrecarregados.

Os números negativos realizados pela contabilidade golpista dos Correios não condiz com o potencial e o dia dia dos carteiros, que não deixam de trabalhar nem para ir ao banheiro.

É preciso desmascarar a farsa de que os Correios estaria no “vermelho”, com deficit´s bilionários, mostrando que tudo isso não passa de uma campanha de desmoralização da empresa, para que a população brasileira aceite que a maior empresa de correios da América Latina (ECT), seja entregue de graça aos tubarões do mercado postal.

A população trabalhadora no seu conjunto e os trabalhadores dos Correios, em particular, precisam defender esse patrimônio do povo brasileiro das garras dos golpistas, serviçais do imperialismo americano que orquestrou o golpe de Estado no Brasil, para conseguir roubar todas as nossas riquezas nacionais.

Pela formação nos Correios de comitês de luta contra o golpe, contra a privatização da ECT e contra a entrega das demais riquezas nacionais pelos golpistas.

 

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas