Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit

A direção golpista da ECT (Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos) anunciou, em tom de comemoração, em seu boletim interno “Primeira Hora”, que estará demitindo 2086 trabalhadores dos Correios a partir do dia 16 de janeiro de 2018.

Inclusive utilizando do cinismo tradicional dos patrões em desejar felicidade no futuro do trabalhador dos Correios que está sendo demitido.

Trata-se do famigerado PDI (Plano de Desligamento Incentivado) realizado no final de dezembro de 2017 nos Correios, que foi criado para demitir trabalhadores com mais de 15 anos de Correios, a pretexto de enxugar os gastos da empresa com recursos humanos, a fim de entregar esse patrimônio do povo brasileiro para os parasitas, capitalistas do mercado postal.

Ao contrário do que a ECT tenta mostrar que o PDI é uma demissão voluntária consentida, trata-se de um mecanismo golpista para demitir trabalhadores em empresas, aonde os patrões, nesse caso o governo golpista, não poderia demitir por conta própria.

Através de muita pressão interna, assustando e ameaçando os trabalhadores, os golpistas já realizaram vários PDI para colocar o trabalhador no “olho da rua”. Com isso, em poucos anos, a direção golpista da ECT reduziu o quadro de funcionários dos Correios de 120 mil para perto de 105 mil funcionários.

Em contrapartida, a demanda nos Correios só vem crescendo, sobrecarregando os trabalhadores que continuam na empresa, acarretando a queda na qualidade dos serviços da estatal, criando um motivo artificial para rifar a ECT através de sua privatização.

É necessário uma campanha nos Correios contra o PDI e toda forma de demissão, pois representa o enfraquecimento da categoria e preparação da demissão em massa da categoria, caso os golpistas consiga colocar em prática a entrega da ECT aos grandes capitalistas, através da privatização.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas