Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit

A crise fiscal do Brasil colocou na ordem do dia a palavra privatização. O G1, portal da rede Globo, cataloga uma quantidade de 230 empresas da União, Estados e Municípios que estão na lista para serem privatizadas.

A maior venda ou o maior volume é a Eletrobrás, um grande conglomerado de várias usinas de energia, torres de alta tensão, uma enorme quantidade de subestações.
Somente o governo federal imagina arrecadar a quantia de R$ 133 bilhões, em investimentos e arrecadações de ao menos R$ 28 bilhões aos cofres públicos.

Estão na lista de venda vários aeroportos, Casa da Moeda, Lotex e concessão de aeroportos, ferrovias, rodovias.

O maior estado em volume de vendas é o DF, em segundo na lista vem o Rio de Janeiro, com venda da Cedae, fatias do Banrisul, da Potigas (RN).

Entre as capitais tem 59 prefeituras com destaque para projetos de iluminação pública, além da privatização do Anhembi, em São Paulo, a concessão de estádios de futebol como o Pacaembú (SP), estádio Lindolfo Monteiro (PI), Castelão (CE), Aquário ainda em construção (CE).

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas