Perseguição política
Presidente legítimo sofreu golpe há cerca de dois meses e desde então a Bolívia tem se transformado em uma ditadura de tipo fascista controlada pelo imperialismo
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
15644417826_1bcd4720be_k
Morales se encontra asilado na Argentina. Foto: zak/Flickr |

Da redação – A Procuradoria de La Paz emitiu nesta quarta-feira (18) uma ordem de captura contra o presidente legítimo Evo Morales, que se encontra em condição de asilado político na Argentina.

Morales foi acusado de “conspiração, terrorismo e financiamento do terrorismo”.

Ainda hoje, o ministro do Interior do governo golpista, Arturo Murillo, publicou em sua conta no Twitter a ordem de detenção da Procuradoria, com o seguinte comentário: “Sr. Evo Morales, para seu conhecimento”, demonstrando o conluio entre as diversas entidades golpistas bolivianas nessa perseguição política.

Ontem, Murillo já havia adiantado que seria emitida a ordem contra Morales, em uma declaração desde Washington, o que demonstra também que o imperialismo norte-americano está por trás dessa ordem de detenção, assim como esteve desde o começo por trás da trama golpista que derrubou o líder nacionalista do poder.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas