América do Sul
A Justiça boliviana, controlada pelos golpistas, impugnou a candidatura do ex-presidente Evo Morales (MAS) ao Senado. Janine Añez parabenizou a decisão.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
5ak7vh6ia8p1b719eob1zbt32
Evo Morales (MAS), presidente eleito derrubado por um golpe militar. | Jose Luis Quintana - 2011.

Nesta segunda (07), a Justiça boliviana impediu a candidatura do ex-presidente Evo Morales (MAS) ao Senado, nas eleições previstas para ocorrer em 18 de outubro. Em suas redes sociais, o Ministro da Justiça do governo Janine Añez, Álvaro Coimbra, confirmou a notícia. Antes de entrar em vigor definitivamente, a decisão tem de passar pelo Tribunal Constitucional.

Evo Morales procura se candidatar ao Senado pela região de Cochabamba. Ele afirmou nas redes sociais que se trata de uma decisão política, ilegal e inconstitucional.

A presidenta golpista Añez parabenizou a decisão da Justiça e assinalou que se trata de impedir o MAS de voltar ao poder.

 

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas