Liquidação da Petrobrás
Na prática o Brasil está se desfazendo de um ativo importantíssimo para a soberania nacional justamente em uma época em que a guerra pelos recursos minerais se intensifica
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
30085707826_bfa38e1a56_o (1)
Sede da BR Distribuidora | Foto: Flickr/Reprodução

A camarilha golpista que assumiu o poder através do Golpe de Estado de 2016 e as eleições fraudulentas de 2018 acaba de entregar de vez uma das maiores empresas nacionais para os imperialistas.

O Conselho de Administração da Petrobras aprovou na última quarta-feira (26) a venda da total de sua participação que era de 37,5% no capital social da BR Distribuidora.

O entreguismo de Castelo Branco (nome sugestivo) se deu por meio de uma oferta pública secundária de ações na Bolsa de Valores.

A Petrobras informou ainda que o momento para o lançamento da oferta será definido posteriormente. Segundo a diretoria da empresa, a decisão estaria sujeita às condições do mercado, à aprovação dos órgãos internos da Petrobras, quanto ao preço, e também à análise da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e dos demais órgãos reguladores e autorreguladores, nos termos da legislação aplicável, entre outras condições.

Em 2019, a Petrobras já havia vendido 30% das ações da BR Distribuidora. Desse modo  a participação da estatal ficou menor do que 50%, o que configurou já naquela época a privatização da antiga subsidiária de venda de combustíveis.

A Petrobrás possuía uma política chamada “do poço ao posto” numa referencia ao trabalho desenvolvido pela companhia que ia desde a perfuração dos poços de petróleo em alto mar e em terra firme, passando pelo refino até a distribuição e comercialização final dos combustíveis com a marca Petrobrás nos postos licenciados.

O primeiro posto foi inaugurado pela Petrobras em 1961, se chamava Posto Motel Guarapari, em Brasília (DF), a então nova capital do país. Em 12 de novembro é criada a Petrobras Distribuidora, com o objetivo de exercer a atividade de distribuição de derivados de petróleo e álcool carburante, em caráter competitivo e em igualdade de condições com as demais empresas distribuidoras em funcionamento no Brasil. Na época, a rede de postos já contava com 840 unidades. Nessa mesma ocasião, o escritório de design Aloísio Magalhães cria a marca BR e a imagem atual dos postos dos serviços da empresa.

A operação golpista atual contou com a participação decisiva do Judiciário Golpista e de extrema-direita, uma vez que o STF autorizou que estatais se desfaçam de suas subsidiárias sem a necessidade de aprovação pelo Congresso Nacional.

Não que o Congresso fosse barrar tal medida do neoliberal Paulo Guedes, mas toda a situação provocaria um desgaste político enorme para os parlamentares e essa decisão poderia ser postergada diante da reação popular.

A BR Distribuidora possui mais de 14 mil funcionários e em 2018 teve uma receita de 25,1 bilhões USD. Na prática o Brasil está se desfazendo de um ativo importantíssimo para a soberania nacional justamente em uma época em que a guerra pelos recursos minerais se intensifica em todo o globo e abre disputas geopolíticas intermináveis do imperialismo contra países atrasados e subdesenvolvidos.

Recentemente um episódio deixou isso claro quando a Venezuela, o país com as maiores reservas de petróleo do mundo, sob embargo dos Estados Unidos teve de comprar combustíveis e matéria prima para refino do Irã.

O Brasil fica agora completamente à mercê da boa vontade dos imperialistas que além de já terem conseguido roubar o Pré-Sal que era de exploração exclusiva da Petrobrás, agora poderão especular com o mercado de combustíveis no país encarecendo preços e aumento o custo de vida de toda a população.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas