Golpistas aplicam ataques da “reforma” trabalhista até mesmo para contratos antes da vigência da lei

reforma trabalhista

Foi publicado, nesta terça-feira (15), no Diário Oficial da União (DOU) parecer elaborado pela Advocacia-Geral da União (AGU) e aprovado pelo ministro golpista do Trabalho, Helton Yomura.

Segundo o texto do parecer, a “reforma” trabalhista “é aplicável de forma geral, abrangente e imediata a todos os contratos de trabalho regidos pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), inclusive àqueles iniciados antes da vigência da Lei nº 13.467/2017”.

É uma demonstração clara de que ninguém está a salvo dos ataques do regime golpista. A destruição da CLT – pois é nisso que consiste, de fato, a “reforma” trabalhista – atingirá a todos os trabalhadores, seja o contrato anterior ou posterior à essa criminosa medida golpista contra os trabalhadores.